quinta-feira, outubro 19, 2006

___________________________________

Contigo e com o teu cheiro,
Com o teu sabor a mar,
Com a tua voz deitado na palavra proibida
de querer,
Anseio que tudo se repita de novo...
E que te tenha bem mais que o pouco (bem grande)
Que me dás...
De noite agarro-me ao sonho
enquanto adormeço...
os olhos cheios de ti,
as mãos vazias de mim
Com o meu peito... a rebentar de nós.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial