sexta-feira, setembro 29, 2006

Banho

Lembrei-me de ti a cada segundo daquele banho.
O dia foi duro e frio.
A água caía-me forte e bem quente sobre os músculos tensos, numa tentativa de relaxar.
A porta deixou de se ver à medida que o vapor se impunha e inundava tudo.
O chão estava imundo de água até à porta.
Do lado de fora da porta ouvia-se música vinda do quarto, mas não lhe prestei atenção: não era importante.
Desta vez não estavas lá, de braços presos no meu corpo, puxando-me contra ti.
Não podias: era sábado.
Nesse dia não te pude ter ali minha beijando meus lábios, meu pescoço e meu corpo, num acto louco de desejo.
Não pude ter-te entregue a mim, ansiosa, desesperada, impaciente por tomar meu corpo numa prolongada tentativa de o consumir.
Queria ter ficado ali outra meia hora, mas o tempo não o permitiu: esgotou-se... deve ser por inveja.
Amanhã experimento a banheira.

5 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Beijo eterno

Quero um beijo sem fim,
Que dure a vida inteira e aplaque o meu desejo!
Ferve-me o sangue. Acalma-o com teu beijo,
Beija-me assim!
O ouvido fecha ao rumor
Do mundo, e beija-me, querido!
Vive só para mim, só para a minha vida,
Só para o meu amor!

Fora, repouse em paz
Dormindo em calmo sono a calma natureza,
Ou se debata, das tormentas presa,
Beija inda mais!
E, enquanto o brando calor
Sinto em meu seio de teu peito,
Nossas bocas febris se unam com o mesmo anseio,
Com o mesmo ardente amor!

...

Diz tua boca: "Vem!"
Inda mais! diz a minha, a soluçar... Exclama
Todo o meu corpo que o teu corpo chama:
"Morde também!"
Ai! morde! que doce é a dor
Que me entra as carnes, e as tortura!
Beija mais! morde mais! que eu morra de ventura,
Morto por teu amor!

Quero um beijo sem fim,
Que dure a vida inteira e aplaque o meu desejo!
Ferve-me o sangue: acalma-o com teu beijo!
Beija-me assim!
O ouvido fecha ao rumor
Do mundo, e beija-me, querido!
Vive só para mim, só para a minha vida,
Só para meu amor!

sexta-feira, outubro 06, 2006 1:56:00 da manhã  
Blogger leonelcoelho disse...

apreciei bastante o teu coment...será que podias identificar-t?fikei curioso...

segunda-feira, outubro 09, 2006 10:44:00 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

n posso dizer-t quem sou... com o tempo vais descobrindo quem sou... gosto d enigmas!!!!!

sexta-feira, outubro 13, 2006 8:19:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Sob o chuveiro, sabão e beijos
Quero te tocar e ser tocada por ti.
Meu peito apoiada nas tuas costas
A língua no pescoço, ao redor da nuca;
Teus músculos se retesaram
Ofertando uma parte de ti!
Quando vejo por uma nesga de camisa
A fluidez da beleza
É tão somente desejo escorregante
Que penetra em mim,
Tornando-me uma escrava
De corpo e alma.
Te desejando,
Pedacinho por pedacinho,
Percebo que a tua totalidade
Me escapa
Deixanda-me desesperada e faminta
De uma maneira quase servil.

segunda-feira, outubro 16, 2006 12:24:00 da manhã  
Blogger leonelcoelho disse...

bem, mas que estou curioso, isso estou...espero aperceber-me depressa....tb gosto de enigmas...podias xutar aí umas pistas...
tens jeito escolher o k poes aki

segunda-feira, outubro 16, 2006 12:36:00 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial