segunda-feira, setembro 11, 2006

Calmo. muito...

Tudo volta à normalidade à medida que me vais dando razão...
O sorriso abriu-se mais, e os olhos não se fecharam sequer,
mesmo apesar do sono que tinha mas que menti não ter...
Gosto do teu entusiasmo destes dias...daquele sorriso maroto, que me diz tudo o que me queres fazer:que me mostra tudo o que desejas, mas que tuas palavras nem se atrevem a pronunciar...
Teu corpo não mente:por vezes engana, mas não mente-porque não o sabe fazer para mim...
Lembra-te so que nada me escapa aos olhos quando olho para trás sobre meu ombro magro...
Vem perder a cabeça comigo:sei que não ha mais nada que querias tanto quanto isso...
Entrega-te a mim, de braços abertos, mas a fecharem-se à minha volta, à medida que chego...
Passa-me a mão no cabelo, nos ombros, nas costas e vai percorrendo um corpo que ja conheces bem...
Atira-me nos labios esse beijo impetuoso, de loucura, muito fugaz, carnal, bruto e impaciente...
Sou tão louco como aquilo que sabes: aparece por aqui e fica como eu... deixa o juizo por casa:agora estás por conta dos teus sentimentos, dos teus instintos fisicos...Ainda não me devoras-te, mas estou a contar com isso...de um jeito certo e seguro
Podes aproximar-te de mim sem receios, sem medos, sem roupa, sem preconceitos:eu não mordo...muito...por enquanto...
Solta-te, a ti e a mim, na esponaneidade de algo que não se esquece, nem se pode apagar...
Cai da prazer e olhos fechados...
Tal como ja estou a fazer... à tua espera...e tu também...
Não preciso palavras tuas:porque, se te vejo como desejo, (intocada pela inconveniencia de alguns tecidos), as imagens que verei valerão mais que mil milhoes de palavras...na realidade, palavras, não as conseguirei falar ou imaginar...
Debaixo deste calmo sorriso na face, esta uma agitada e excitante expressão:a que ponho e faço à noite ao imaginar-te minha...toda...linda, trescendendo a beleza, nua, enquanto permaneço so debaixo daquele escuro do quarto...
olhar-te limita-me o raciocinio...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial