sexta-feira, agosto 06, 2010

Como tu me pões...


















Por que motivos anda este mundo que me rodeia a pregar-me partidas sem nexo algum?
Este sentimento que deixas em mim, e que me põe completamente maluco é coisa difícil de entender. Se ao menos seguisses o que sentes, não te sentias assim. Nem eu.
Esse teu corpo delicado sobre o meu é muito êxtase de uma só vez. Um calor que invade o peito mais do que o quente da noite. Um delírio de prazer só imaginável no próprio momento.
Queria-te mais do que te tenho. Vasculhar todo o teu corpo com as minhas mão. Sentir-te o sabor intenso da pele com a boca molhada. Ter-te o corpo cada vez mais colado a mim de tanto desejo. Beijar-te os lábios quentes sem jeito. Morder-te o pescoço com força. Invadir o limite que as tuas roupas me impõem...
Esse teu olhar hipnótico quase me deixa sem saber o que fazer no meio de tanta intensidade. E a ti também... Não precisa de olhar bem fundo nos teu olhos para perceber esse desejo à flor do momento.
So quero que te percas comigo no preciso sitio onde me atiro de cabeça contigo.
Grita comigo. Morde-me. Bate-me. Olha-me torto. Cerra os dentes. Mas a verdade é que te quero. E tu ainda que não o admitas, sabes que queres também. Mas não dizes por medo que seja demasiado bom.
Estou completamente a toa contigo...

2 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

como tu poes todas as mulheres k passam pela tua vida... loucas de desejo por ti... com saudades do teu corpo, da tua forma atrevida.... rrrrrr!!!!!!!!!!!!!!

segunda-feira, agosto 09, 2010 2:30:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

O desejo aqui descrito é todo meu. E não é sempre reciproco nas mulheres que encantam a minha vida. Sou o quanto me imagino. Mas apenas para poucas pessoas além de mim.

(não sei quem tu es... nem o quanto de mim tu conheces...)

segunda-feira, agosto 09, 2010 3:18:00 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial