terça-feira, julho 06, 2010

Não me faças esperar...














Tu por que caminho te comportas, sempre longe de me pertencer?
A mim deveria assistir o direito de te ter mais que a voz estonteante. Tenho um corpo a fervilhar de tanto te querer. Um pensamento que passa os dias a pairar sobre o quanto de loucura vai explodir em mim quando for só teu.
Ainda que não me pertenças, hás-de ser minha por momentos que ninguém me há-de tirar.
Apetece-me desse teu olhar cheio de perspicácia refinada. Falta-me esse olhar a quem nada escapa. Crias extase com uma intensidade pouco comum num corpo que é meu e é entregue a ti como quer que o queiras.
Não deixes passar muito mais pelo momento em que tudo será perfeito. Em que dois corpos se fundirão num so, num climax demasiado intenso para o comum dos sentimentos.
Não consigo ver nos teus olhos o quanto de desejo nasce daquilo que vês em mim. Não sei onde vou cruzar contigo da próxima vez.
Ainda que não penses, a verdade é que és minha sem que te tenha. Pertences-me na minha presença. O encanto todo com que os teus gestos me atiram, deixam-me deitado num fascínio perdido que não tem um fim previsível.
Não chega a hora de dar descanso à paciencia que me faz passar dias sem ti. Tenho um corpo à tua espera. À espera do quanto tu consigas consumir dele. Louco por que o teu sabor a irresistivel tome conta de tudo.
Porque o mais certo é que nunca nos cruzemos no dia-a-dia. Mas que também não consigamos viver um sem o outro. Fazes-me a falta que não sentes.

42 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Tu também nao me faças esperar...

domingo, julho 11, 2010 4:27:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Porque sinto a tua falta??Porquê esta saudade??Eu nao te vejo, mas imagino tuas expressoes, tua voz, teu cheiro, teu corpo que me deixa louca de desejo.

segunda-feira, julho 12, 2010 7:05:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

O desejo invade o corpo com vontade mais do que impetuosa. Sinto-me a cair na carencia de tudo o que es. Vem de longe para consumir tudo o que sou. A entrega perfeita a quem não me pertence, sem deixar de ser minha. Quero-te de um jeito que devias ousar imaginar. Não me faças esperar. Isso são pedaço de tortura que desvanecem em lascas de saudades mais do que suficientes. São saudades demais para uma so pessoa.

segunda-feira, julho 12, 2010 10:54:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

As ausencias sao forçadas.O tempo é limitado.Mas a minha vontade de te ter novamente é muita...Por mim nao te faço esperar...Vem para onde pertences...A.

segunda-feira, julho 12, 2010 11:44:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

De onde foste desencantar esse desejo de mim? Eu sou completamente vulgar... Sou simplesmente eu.
A curiosidade de saber quem es cai por mais certezas do que desconhecimento. Espero por quem sejas. L.

terça-feira, julho 13, 2010 9:19:00 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

É por seres simplesmente tu que tenho este desejo por ti...Quero-te...Um olhar breve,mas profundo.Um sorriso simples.Pequenos gestos.Um pequeno contacto.Um desejo crescente.Quero-te para mim.E só para mim.Fico encantada com a profundidade do teu olhar, a força, a sinceridade que o brilho desse teu olhar tem.Brilho flamejante.Quente.Reconfortante.Relaxante...Quero-te nos meus braços,sentir o calor do teu corpo calor esse que aquece a alma fria, como um sol de inverno aquece um corpo gelado, passando de inverno escuro a primavera luminosa em meros instantes...Quero deliciar-me com o aroma suave e apetitoso da tua pele quente, percorrer a sua suavidade com os meus dedos de forma gentil, sentir os arrepios que subam á superficie enquanto os meus labios tocam suavemente os teus.Parar o tempo.Dessa forma transforma um breve beijo,um contacto carinhoso, um sentimento...Tranforma isto tudo numa eternidade.Uma vida ,um momento...Quero sentir as tuas maos macias, o teu toque carinhoso a deixar-me relaxada...Quero isto tudo...Tu seras sempre eterno...Eternamente á espera...A.

terça-feira, julho 13, 2010 12:30:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

Não sei de onde vem todo esse desejo por mim. Ainda que seja intenso, dou por mim sem saber quem quer que sejas. Alguem com esse tipo de sentimento seria alguem que, no minimo, me seria obvio reconhecer. Gosto do que escreves, sentido ou não. O que quer que seja sentido desse lado, soa a muito misterioso.
L.

terça-feira, julho 13, 2010 6:55:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Reconheces e conheces melhor do que qualquer ser humano...Misterioso??Hum.O quanto que conheco de ti e nao é assim tao pouco sabe que gostas de mistérios...Tudo o que escrevo é sentido.A.

terça-feira, julho 13, 2010 8:11:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Como eu te desejo...A ti e aquele beijo ardente que faz os meus lábios por entre murmurios, suspiros e saudade tremer de vontade de estar contigo.Cravar minhas unhas no teu corpo e nao mais te largar...Quero deixar qualquer marca no teu ser, que te faça lembrar daquele momento de satisfaçao e prazer inesquecivel sem limite que só tu me consegues dar.Pode ser uma dentada ou um arranhão bem fundo ao correr das costas??...Puseste em mim a loucura e desejo que ainda hoje lembro e sinto.A.

quarta-feira, julho 14, 2010 11:07:00 da manhã  
Blogger leonelcoelho disse...

A retribuição de um sentimento semelhante fica-se perdida pelo desconhecimento de quem es. Aprecio tanta loucura de alguem que ja passou pela marca da minha vida. E de quem a propria vida aparenta ter ja sido marcada por mim. Mistérios são pertinentes ate certo ponto.O que desvenda o mistério pode acabar com a intensidade dele. Tu marcaste. mas ja foi ha muito. certo?

quarta-feira, julho 14, 2010 11:44:00 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Se prestares atençao ao mais pequenos pormenores perceberas quem sou eu.A.

quarta-feira, julho 14, 2010 3:17:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Vieste de mansinho que nem te vi chegar...Foi assim que nos conhecemos, no meio dos sentidos...Roubaste-me um beijo,do nada enquanto eu estava distraida...E eu...Gostei.
Sabes o que mais gosto em ti?Essa tua capacidade de deixares este desejo louco em mim, mesmo nao te apercebendo que o fazes...Gosto-te porque me fazes rir...Gosto-te porque és atrevido...Gosto-te porque és simplesmente tu...Gosto de saber-te por perto, gosto da tua companhia e confesso:sinto a tua falta...Beija-me...Como tantas vezes o fizes-te...Lê nos meus olhos a vontade e o estremecer por um toque labial teu, e o desejo de um corpo inteiro por uma vontade de me sentir bem junto a ti.A.

quarta-feira, julho 14, 2010 3:25:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Desilusao??A.

quarta-feira, julho 14, 2010 10:55:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Vem perder a cabeça comigo:sei que nao ha mais nada que queiras tanto quanto isso...Entrega-te a mim, de braços abertos mas a fecharem-se á minha volta...Deixa-me passar-te a mão pelo cabelo,(como sei que tanto gostas), nos ombros, nas costas percorrer um corpo que tão bem conheço...Atira-me nos labios esse beijo, impetuoso, de loucuta, muito fugaz, carnal, bruto e imapaciente...Podes aproximar-te de mim sem receios, sem medos, sem preconceitos:eu nao mordo...muito...Cai de prazer e olhos fechados.A.

quinta-feira, julho 15, 2010 5:54:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

Do mesmo jeito que nem sempre se esta completamente errado. Também nem sempre se está completamente certo. O mais certo é que ja saiba quem es. E que muitos textos ja tenha feito de tanto gostar de ti - ainda que sejam textos antigos, não deixam de ser teus. Pertencem-te no conteúdo, mas ja não no sentido. Gosto das tuas palavras, e procuro enquadra-las no que penso que sintas por mim. De onde vem todo esse desejo por mim?
Eu que ando tao longe de ti todos os dias?

Aconselho-te a dar umas pistas. No caso de não seres quem eu penso, posso ja estar a dizer coisas que não são para ti - ainda nem sei ao certo quem es. Mas gosto.

quinta-feira, julho 15, 2010 6:51:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Talvez nao estejas completamente certo...Algumas frases pertencem-te mas a maior parte nao é da tua autoria.A.

quinta-feira, julho 15, 2010 11:51:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

A tua companhia naquela noite fez o meu corpo vibrar de tantas sensaçoes que me das...Já passou há muito o tempo em que facilmente passava dias contigo...Ando com saudades tuas...Saudades desse teu olhar que me deixa doida...Saudades de morder tuas orelhas, como tanto adoras daquele jeito que te deixa maluco...Saudades de beijar teu pescoço levando-te ao extâse...Deixa-me fazer isso mais uma vez...A.

quinta-feira, julho 15, 2010 11:58:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Entrego-me a ti, que me saltas do peito para que me sintas pulsar no teu sangue e no teu corpo...Adormeço teimosamente no refúgio profundo dos meus pensamentos...Vejo-te aí a sorrir-me atraves do sol, e no entanto nao consigo tocar-te...Pareces flutuar na copa das arvores num cintilar de estrela cadente que se estatelou contra os olhos inebriados por uma cegueira momentanea...Vem...Ja que te encontro no limiar de mim mesma, nessa aflitiva sensaçao de loucura permanente...A.

sexta-feira, julho 16, 2010 12:03:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

tem mais piada quando os textos sao sentidos e originais. Assim perde um pouco do sentido.

sexta-feira, julho 16, 2010 12:30:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

O sentido esta sempre la...O teu ser é que prefere ignora-lo...

sexta-feira, julho 16, 2010 1:36:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Aproximo-me,encanto-me ao sentir o teu perfume...Tomas-me nos teus braços,aceito e retribuo calorosamente...Minhas maos descobrem o teu corpo e sinto todo o teu calor com o meu toque delocioso e malicioso...Delicio-me...E esta vontade de ti só aumenta...Quero ter-te no meu colo, encher-te de beijos, deixar-te quente, quero-te!
Os meus labios percorrem o teu corpo, saboreio-te...Deliro com a tua boca...Olho nos teus olhos, invado teu corpo,enlouqueço...peço-te...devora-me!E nessa intensidade vejo o teu rosto de prazer ao ver-me enlouquecer...Noto a malicia no teu olhar,sinto as tuas pernas a entrelaçar o meu corpo...entrelaço-as num clima quente e gostoso...Mergulhamos profundamente em prazeres nunca imaginados e assim os nossos corpos se atraem nesta ardente seduçao...No calor do momento sinto-te a transbordar de prazer...Nos nossos corpos ficam marcadas sensaçoes que nao cabem nas palavras...Nos perdemos em extase total...A.

sexta-feira, julho 16, 2010 2:40:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Onde paras tu L?...A.

terça-feira, julho 20, 2010 10:56:00 da manhã  
Blogger leonelcoelho disse...

o teu sentido não é ignorado por mim. Simplesmente acho que um sentimento tão intenso, que supostamente eu deveria conhecer, não deveria ficar no anonimato. ha coisas que são de se desfrutar às claras. Não Às cegas.

terça-feira, julho 20, 2010 11:56:00 da manhã  
Blogger leonelcoelho disse...

eu paro nos sitios do costume. Tu é k não. A questão do que dizes deveria ser entitulada por quem sejas. Ha pena de cair em sentido de bluff. O mundo está cheio de gente que não se conhece por séria nos sentidos. nem nos sentimentos

terça-feira, julho 20, 2010 11:59:00 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Da uma dica de quem desconfies que seja...A opçao do anonimato acho a mais correcta para nao te causar desilusao...Nao paras nos sitios do costume pois o teu lugar de costume deveria continuar a ser aqui...A.

terça-feira, julho 20, 2010 6:18:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

Provavelmente o meu jugar do costume ja foi aí. Um homem é de onde melhor se sente. O quanto seja possivel eu voltar p o lugar onde tu estas, depende de tudo o que nos rodeia so aos dois. Beijo p ti, A.M????certo?

terça-feira, julho 20, 2010 6:21:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

tu tens o meu numero. Pega no telefone. Poe em anonimo e liga-me para dizer tudo isso. O medo de amar não é bom. e o receio de ser amado ou não, deve ser muito mais pequeno. Tud vale a pena quando a alma não é pequena. Ja te deixei o desafio. Não devo retrubuir muitos mais textos...

terça-feira, julho 20, 2010 6:23:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Quero ter-te meu...No teu corpo quero sobrevoar em ânsias de desejos...Quero dentro de ti me refugiar como num baú com segredos...Quero que sejas meu de dia e de noite...Quero que sejas meu.Apenas meu...E nas asas abertas do tempo, á tua espera, momento fugaz...Atravessar o portal do ontem e do hoje, entrelaçar com o amanha em labaredas ao vento...Ser, ter, querer...meu, so meu.Tu o baú do tempo...Sinto-me como se fôssemos apenas letras soltas que se desfazem sopradas nos sussurros mordidos nas peles suadas pelo desejo...Que se desfazem com o tempo...o vento.Qures-me como te quero?Desejo-te desfalecido nas entranhas da minha carne...Só assim seras meu...apenas meu.A.

terça-feira, julho 20, 2010 6:29:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

eu vou deixar de te responder.

terça-feira, julho 20, 2010 6:31:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Irei pensar no teu desafio...Se a tua opçao for mesmo deixar de me responder entao o meu sentido é ignorado por ti...Se voltares para o sitio onde eu estou dependesse so de nos dois ja ca estarias,o que pode ser possivel é que nao te sintas bem neste lugar...Beijo para ti L.F...A.

terça-feira, julho 20, 2010 8:47:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

tera acontecido que não tenha voltado a esse lugar por tu entretanto n teres deixado voltar antes?
por vezes é tarde demais para remediar coisas

quarta-feira, julho 21, 2010 12:59:00 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Estas a pensar de forma errada...Sempre te permiti voltar...Nunca é tarde para se remediar...O amor constrói-se do chão, levantando pedra atrás de pedra, como se de penas se tratasse.Sem medo, com calma,sem esforço, apenas com vontade...A.

quarta-feira, julho 21, 2010 11:32:00 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Vou pensando em ti e em nós cada vez mais,estaria te mentindo se te disesse que não me lembro das coisas mais insignificantes, lugares onde estivemos, frases, ideias, musicas, cheiros, pequenos nadas que levam até á memoria do que fomos, memórias nas quais me deixo ir como se num barco que perdeu os remos...Pequenos momentos que ainda me trazem a tua imagem.A.

quinta-feira, julho 22, 2010 7:13:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

andas desaparecido L....A.

quarta-feira, julho 28, 2010 11:07:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

e ainda que tivesse condições para voltar, eu tinha a vontade? porque acabou tudo aquilo que querias que voltasse de novo?

sexta-feira, agosto 06, 2010 10:12:00 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Pois a vontade ja nao a tinhas...deixaste-a perdida...Acabou porque ambos nao soubemos dar valor ao que era nosso...A.

terça-feira, agosto 10, 2010 9:30:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

Porque AMBOS não soubemos dar valor ao que era nosso? se assim foi é porque não seria so a minha vontade a faltar... e pelos vistos foi

terça-feira, agosto 10, 2010 10:04:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Ambos nao tivemos vontade de lutar por aquilo que julgava-mos ser eterno....A.

quarta-feira, agosto 11, 2010 5:41:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

não sou de dar tiros no escuro, mas continuo a dizer que não sei quem es. Em todas as pessoas que eu tive, as coisas acabaram porque houve a vontade de uma, e só uma das partes em n continuar. Por isso, n pode ter acontecido de ambos não o ter querido.

quarta-feira, agosto 11, 2010 5:51:00 da tarde  
Blogger leonelcoelho disse...

por acaso não nos vimos ontem? (ontem 3ª feira) à noite?

quarta-feira, agosto 11, 2010 5:51:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Eu também nao disse que foram ambas as partes a tomar a decisao de nao continuar...Essa decisao foi por vontade de uma só parte...Eu disse foi que ambos nao tivemos vontade de voltar a reconstruir o que uma das partes demoliu...Tu sabes bem quem eu sou...E nao nos vimos ontem...A.

quarta-feira, agosto 11, 2010 7:29:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Eu amei-te sem restrições nem limites, aceitando-te com todos os teus defeitos, perdoando os teus reveses mais vezes do que seria recomendável, encolhendo os ombros as tuas ultimas hesitações esperando que um dia voltasses a ter a vontade que te estava a faltar, mas para isso seria preciso que o desejasses...Ainda que eu nao quisesse as celulas têm a sua propria memoria, elas encarregam-se de me lembrar o que foi importante na minha vida.E tu foste muito importante...A.

sexta-feira, agosto 13, 2010 3:47:00 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial