quarta-feira, março 03, 2010

Não pares com isso


















Ando completamente doido. Invadido de um desejo que tem tanto de delicioso como de indiferente. Que tem tanto de louco como de macabro.
Sinto o corpo fustigado de vontade de te querer. E de sentir o êxtase dessa tua ousadia, espalhada na minha pele.
Fico cada vez mais perdido, e sabe bem.
Depois, torna-se cada vez mais difícil disfarçar isto tudo.
A culpa é toda tua. E minha

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial