sexta-feira, agosto 25, 2006

Cenário da noite

O dia ja me gastou.
Agora apenas enfrento a noite, ou o resto que lhe falta.
Vagueio parado pelo quarto,
com o corpo como que esquecido da mente.
Vou escrevendo no pensamento...
Estendido na cama, com o lençol cobrindo apenas meio corpo,
de bruços, no escuro...
Persiana aberta...
Aquela musica muito linda, que não lembro(ou não sei mesmo) o nome,
a numero 3 daquele cd do mobi (tenho tantos)...
Vou olhando o escuro da noite,
e o reluzir da luz laranja lançada pela lampada do poste,
em frente à janela...
Poste que não parece, mas é apenas tão alto como os outros...
e que não ilumina mais...mas não parece mesmo.
A janela aberta deixa entrar o som de carros a passar:
ainda não passou nenhum Ferrari,
para me por a deitar-lhe um olhar somo se de um Formula Um se tratasse...
À noite nada se vê:apenas alguns reflexos no quarto (da luz do poste),
e a luz daquela velha aparelhagem,
que faz agora o cd passar para outra faixa.
Esta també, é muito boa...
Raios:como eu adoro este cd...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial