terça-feira, agosto 22, 2006

Observa:

Olhando para trás, sobre meu ombro,
consigo ver tudo com os meus olhos:
particularidades particulares, singularidades únicas,
inocencias criminais, mentiras verdadeiras...
Nada me escapa.
Apenas não vejo sempre, por fechar os olhos em descanso da preguiça.
Sou um arrogante cá dentro...e perco o tempo muitas vezes...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial